Ele: Quando Ryan Conheceu James, de Elle Kennedy & Sarina Bowen | Resenha do Livro







    O maior propaganda desse livro é que é o primeiro livro erótico gay publicado pela Editora Paralela,  mas a história é muito mais do que isso. É um grande enredo New Adult, que fala principalmente sobre a mudança na vida de um jovem, desde a adolescência até se tornar realmente um adulto e sair de casa.

    Me encantei com a forma que a história é conduzida, prometendo ser apenas um livro cheio de cenas de sexo, e indo muito além. O início sim, é repleto dessas cenas picantes, mas conforme o calor dos encontros vai se tornando mais corriqueiros, as cenas de sexo vão dando lugar ao drama

    Um dos protagonistas, o James Canning, é até então um jovem hétero, mas que ao longo da história vai se descobrindo bissexual ao lado de Ryan Wesley, que se entende como gay há anos. Os dois são amigos desde muito novos, e a última vez que se falaram foi há 4 anos, no último ano em que participaram juntos do acampamento de verão de hóquei. 

    Nesse primeiro momento não sabemos o que aconteceu, mas algo sério rolou entre os dois nesse último encontro, e depois disso eles pararam de se falar. Mas isso muda quando eles, mais maduros, se reencontram e decidem tentar retomar os laços do relacionamento que eles tiveram desde pequenos. O que posso adiantar é que eles retomam e muito esse relacionamento, se da para entender.

    E se tem uma coisa que eles fazem, é se relacionar. Na primeira metade do livro os protagonistas não perdem nenhuma chance de se pegarem, o que é prato cheio para os amantes de livros picantes, principalmente se gostar de algo realista e detalhista. As autoras me surpreenderam com a quantidade de detalhes descritos nas cenas, e principalmente por serem muito reais e íntimas.

    Mas como foi dito, é um livro que vai muito além das cenas de sexo. Conforme as cenas explícitas vão deixando de ser novidade, as autoras passam a abordar assuntos sérios, como descobrimento da sexualidade, as questões que isso desencadeia, e principalmente a parte negativa: a homofobia.

    Quando terminei o livro fui abatido por uma sensação de vazio. Me apeguei aos personagens emocionalmente, ainda mais depois da cena final do livro com uma cena linda e encantadora. Felizmente, ao procurar na internet descobri que existe uma continuação, e uma possível sequência, formando então uma trilogia! Espero que esse livro (e o possível próximo) chegue ao Brasil o mais rápido possível, já sinto saudade das confusões e idiotices de Ryan e James.
Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »

2 comentários

Click here for comentários
27 de junho de 2018 17:15 ×

Oi, Lucas, como vai?

Acabei de ler esse livro e fui escrever a resenha imediatamente. Depois que postei fui procurar opiniões sobre o livro e percebi que, até então, somente a minha é negativa.
Eu realmente percebi muitos equívocos no na história, fazendo com que meu olhar para ela seja bem diferente do seu. Acho que há abordagens que poderiam ser mais ricas (como as descobertas, o preconceito, e tal), mas pra mim foram rasas. Sem contar que a personalidade de cada um dos personagens para mim não foram bem traçadas, muitas vezes ele se parecem demais, para mim não valeu, nem me conquistaram (o mais próximo de me conquistar foi o James). Agora a cena final é realmente linda. Foi o único momento na história que me emocionou e me deixou satisfeito.

Até mais,
Diego ~ Vida & Letras
www.vidaeletras.com.br

Reply
avatar
2 de julho de 2018 21:08 ×

Nossa, sério?! Eu concordo que algumas características deles são bem parecidas e eu confesso que também me confundi em alguns momentos, mas eu gostei do livro de uma forma geral. Principalmente pela forma que ele foi mudando de humor. Talvez nos próximos esses pontos que você sentiu falta apareçam :)

Obrigado pelo seu comentário! <3

Reply
avatar