Operação Red Sparrow, de Jason Matthews | Resenha do Livro


    O livro que originou o filme estrelado pela Jennifer Lawrence me chamou atenção principalmente pela atriz estar envolvida. Mas o enredo também parecia ser interessante. Ainda não tive a oportunidade de assistir a adaptação, mas li a história original criada pelo Jason Matthews.

    Operação Red Sparrow é um livro sobre espionagem, mas de uma forma bem inusitada e diferente. A história é contada de diversos pontos de vista, e em alguns momentos é confuso, por mudar de narrador sem um aviso prévio. As vezes os personagens estão em países diferentes, e você não sabe ao certo quem está narrando, o que prejudica bastante o entendimento da história.

    Além disso, os capítulos são arrastados e confusos, com longas descrições desnecessárias. Mas o que mais me incomodou foi o fato do livro ser extremamente machista. Todos os personagens importantes, exceto a ""protagonista"" Dominika, são homens e eles sim desempenham um grande papel de espião no enredo. Porém, a ""protagonista"" que é anunciada na história não passa de um personagem que é sempre usado pelos homens como objeto sexual e nunca é levada a sério.

    A história é diferente de outras que tentam mostrar que essa situação machista é errado. Pelo contrário, o livro parece afirmar que é machista e não faz nada para desfazer esse rumo. Em alguns momentos é possível perceber que o autor nem sequer percebe as barbaridades que está falando, desde comentários sexistas que chegam até serem homofóbicos, até outras "brincadeiras" que os espiões homens fazem entre si.

    Esse lado preconceituoso e conservador é tanto dos personagens norte-americanos quanto dos russos, já que o livro é narrado por esses dois pontos de vista. Também é facilmente visto que o autor gosta de colocar os Russos como os vilões da história, sempre colocando eles como os malfeitores e os responsáveis de cenas trágicas, enquanto os norte-americanos são os salvadores do dia. Tão previsível que chega a ser vergonhoso vindo de um cara que já trabalhou na CIA.

    Eu lutei ao máximo para chegar ao fim do livro para ver se esse cenário seria desfeito, mas não foi. Ao que parece, outros livros virão, porém a vontade de continuar a ler essa história forçada, monótona e ofensiva é praticamente zero.
Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »

1 comentários:

Click here for comentários
Unknown
admin
13 de julho de 2018 12:45 ×

Eu realmente pensava que Operação Red Sparrow seria um filme mais adulto equivalente a uma obra protagonizada pela personagem de quadrinhos Viúva Negra. Quando leio que um filme será baseado em fatos reais, automaticamente chama a minha atenção, eu amo os filmes baseados em livros, adoro ver como os adaptam para a tela grande. Particularmente It - A Coisa, esse filme foi uma surpresa pra mim, já que apesar dos seus dilemas é uma historia de horror que segue a nova escola, utilizando elementos clássicos. Com protagonistas sólidos e um roteiro diferente.

Congrats bro Unknown you got PERTAMAX...! hehehehe...
Reply
avatar